Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

‘Relatos Amefricanos’: espetáculo de dança online evoca experiências negro-diaspóricas

Em cena, dançarinos expressam histórias relacionadas à amefricanidade, conceito criado pela estudiosa Lélia Gonzalez

.
Uma coreografia que expressa diferentes histórias relacionadas à diáspora africana, sobretudo sua relação com o continente americano. Essa é a proposta do espetáculo online “Relatos Amefricanos”, com produção e direção coreográfica de Gustavo Fataki.

.
O trabalho foi inspirado na categoria político-cultural de amefricanidade, um conceito criado pela antropóloga, filósofa e historiadora Lélia Gonzalez (1935-1994). Para ela, era fundamental discutir a influência dos povos africanos na formação cultural e social da América Latina, já que isso foi apagado historicamente.

.
Assim, a partir dessa perspectiva, a coreografia de “Relatos Amefricanos” aproxima dois países sul-americanos: Brasil, por meio da figura de Lélia, e Peru, ao evocar a poetisa e coreógrafa Victoria Santa Cruz. As duas foram as principais referências para o projeto.
.

.
Para os criadores Gustavo Fataki e Maycom Santiago, falar em amefricanidade é tanto abordar as agruras da diáspora negra quanto os transbordamentos da África na América. E era importante que essas questões fossem abordadas sob um ponto de vista negro. A dança inspirada nas ideias de Lélia Gonzalez reflete exatamente isso.

.

Você confere o espetáculo entre os dias 20 de novembro e 5 de dezembro, às sextas e sábados, às 20h, e aos domingos, às 18h. Basta acessar o YouTube oficial do trabalho e aproveitar.

.O elenco de “Relatos Amefricanos” é formado pelos bailarinos intérpretes-criadores Quiara Jofre, Diogo de Carvalho, Poliana Nunes e José Liberato. Juntam-se a esse time Julio Rhazec na trilha sonora, Rachid Severino no desenho de luz, João dos Reis no figurino e Andrei Gonçalves na produção.

.
Catraca Livre